Aulão Paraná reúne dois mil estudantes no Teatro Guaíra para preparação do Enem 2022
03/11/2022 - 16:12

O Teatro Guaíra recebeu nesta terça-feira (1) quase dois mil estudantes da rede estadual de ensino da Capital para o Aulão Paraná, evento da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) em parceria com universidades em forma de aula preparatória para o Enem e provas de vestibulares que se tornam frequentes nesta reta final de ano.

Dezenas de turmas da terceira série do Ensino Médio de 29 colégios estaduais compareceram. Ele foi iniciado como uma explanação do Enem, que será realizado nos dias 13 e 20 deste mês. Foram explicados a divisão das provas e o número de questões (e a redação), o que saber no dia, como administrar o tempo para fazer a prova, estratégias de como fazê-la, o que priorizar, entre outras informações e dicas importantes.

“A gente sabe que o Enem tem se constituído em uma avaliação importante, sobretudo como possibilidade de ingresso no ensino superior. Dentre tantas ações desenvolvidas pela Secretaria, nós temos uma preocupação com a transição e o ingresso dos nossos estudantes no Ensino Superior, por isso esse momento”, ressaltou o chefe do Departamento de Desenvolvimento Curricular da Seed-PR, Anderfabio Oliveira.

As amigas Laura Nascimento Guerra, Lidiane Laura Quintana Pacheco e Luana dos Santos Lourenço, todas da terceira série do Colégio Estadual do Paraná, gostaram do formato. “Achei bem dinâmico, o momento de relaxamento foi legal e gostei bastante das dicas”, disse Lidiane, que pretende prestar vestibular para Medicina Veterinária. A atividade de relaxamento foi entre as aulas, que se dividiram entre as áreas de Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, Matemática e Redação. 

Luana, que pretende cursar Odontologia, também elogiou as atividades e já definiu sua estratégia para o Enem. “Eu vou usar a mesma estratégia que eu usei na prova da Federal [UFPR]. Pretendo começar pelo que eu sei, que sou melhor, para ficar mais animada. Porque pegando o que a gente tem mais conhecimento, dá uma motivada para seguir”, disse ela, que pretende fazer a redação no meio do período da realização da prova.

DEBATE – O encerramento do Aulão foi com a final do concurso “Debatedores Nota 1.000”, organizado pelo Instituto Eureka em parceria com a Seed-PR, e que teve a participação de equipes de oito estudantes de mais de 30 colégios estaduais da capital ao longo das últimas semanas, com três fases e vários temas e debates até a última fase.

A final foi entre alunos e alunas dos colégios estaduais São Paulo Apóstolo e Professor Loureiro Fernandes. Em formato de “júri simulado”, com o sorteio de qual posicionamento deveriam defender minutos antes do início, eles debateram com réplicas, tréplicas e considerações finais sobre o tema da permissão de dirigir a partir dos 16 anos.

Para o professor de Sociologia Leandro Martins e Silva, do Loureiro Fernandes, que venceu o concurso, a atividade foi fantástica. “A melhor parte é conseguir autonomia para buscar informação qualificada, porque a gente vive numa sociedade da informação em que paradoxalmente as pessoas estão cada vez mais desinformadas, sujeitas às fake news, manipulações”, comentou.

“O maior ganho é promover entre os alunos a sede por conhecimento, criação de estratégias e técnicas, desde como lidar com os sites de procura, bibliografia, como citar a informação, até a investigação de políticas públicas, o campo legal, legislação. É complexo, mas desenvolve habilidades extraordinárias nos alunos. O debate é fantástico – no campo das humanidades é algo imbatível”, complementou.

“Foram várias semanas de preparação. A gente estudava juntamente da união dos professores e equipe pedagógica. O que mais fica é plantar essa sementinha nos próximos estudantes, desse sentimento de estar no palco, de como é debater uma pauta, defender através de argumentos sobre determinado assunto”, disse Leonardo Bueno Teixeira, aluno do quarto ano do curso técnico de Edificações do Loureiro Fernandes.

Sobre o aulão, o estudante acredita que contribuiu muito. “Dá para os alunos terem uma noção melhor, esse gostinho de pré-vestibular, Enem. Grato pelos professores que vieram aqui nos ajudar, ensinar.”

ENEM – Ao todo, no Paraná, 141.400 pessoas vão fazer a versão impressa e outras 4.275 a versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio. No dia 13/11, serão feitas as provas de Ciências Humanas e de Linguagens, cada uma com 45 questões objetivas e mais a redação, que deve ter no máximo 30 linhas. No dia 20, serão avaliadas as áreas de Matemática e Ciências da Natureza, também com provas objetivas de 45 questões cada.

A opção pelo modelo impresso ou digital foi feita no momento da inscrição. O Enem Digital será aplicado nas cidades de Curitiba, Francisco Beltrão, Cascavel, Maringá, Apucarana e Londrina. A versão digital é realizada nas mesmas datas do exame impresso, e as perguntas também são idênticas, assim como o tema da redação. Embora no Enem Digital as questões sejam respondidas virtualmente, a redação terá de ser manuscrita.

Os locais das provas, tanto do Enem impresso como da versão digital, já estão disponíveis e podem ser consultados na página do participante.