Aluna da rede estadual é convidada a expor obras na França
24/01/2023 - 09:45

Um talento despretensioso, desenvolvido como lazer, na sala de casa. Primeiro desenhos simples: cópias das animações da televisão. Depois, retratos do mundo ao redor: paisagens, o campo, os animais e fotografias de celebridades. Foi assim que a aluna da rede estadual de ensino, Giovanna Flores, de 15 anos, começou a atividade que em 2023 a levará a expor obras numa galeria anexa ao Louvre, em Paris, na França, durante o mês de outubro.

Moradora da zona rural de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, Giovanna é aluna do ensino médio no Colégio Estadual do Campo Joana Gurski. Segundo Annelise Ritter Wiedmer, diretora da instituição, o talento de Giovanna era evidente já desde os primeiros anos do ensino fundamental. "Quando ela estava no sexto ano, vinha bater papo comigo na secretaria. Levava desenhos, e eu a incentivava. Lembro a primeira vez que ela conseguiu um álbum para colocar os desenhos. Sempre foi muito autodidata", afirma.

No espaço escolar, o dom não passou despercebido e – logo – ficou ainda mais evidente durante eventos e atividades especiais da disciplina de Artes. "Em celebrações e datas comemorativas, passamos a expor as obras da Giovanna pelos corredores da escola. No Dia da Consciência Negra, por exemplo, já é tradição que algum desenho dela seja exposto no colégio", completa.

Dos corredores do Colégio Estadual Joana Gurski para a galeria Le Carrousel, anexa ao Louvre, a escalada foi rápida e, segundo a mãe de Giovanna, Karina Gabriela Flores, 39, bastante surpreendente. "Até então encarávamos como um dom especial, mas também bastante pessoal. Restrito. Ao buscarmos uma curadoria, no Rio de Janeiro, para avaliação profissional, o retorno que tivemos nos deixou extasiados", conta a mãe.

Após avaliar as obras da jovem, a curadora responsável identificou potencial e convidou a adolescente para participar da exposição no Museu do Louvre, que acontece este ano, no mês de outubro. "Para nós foi algo totalmente inesperado, porque pouco pudemos ajudar no sentido de profissionalizá-la. Os materiais são caros e nós não tivemos condições de comprar tudo que ela precisaria. O convite, então, prova que o mérito é mesmo dela", ressalta.

Os desenhos de Giovanna, de traço realista e inspirados na cultura pop, chamam a atenção. "Ela busca deixar seus desenhos o mais próximo possível das fotografias", diz Karina. Segundo a mãe, o convite para integrar o quadro de expositores no Louvre reforçou ainda mais para a jovem seu ideal vocacional. "Ainda não há definição exata sobre a profissão que ela escolherá exercer, mas certamente terá ligação com as artes", afirma.

Até chegar a Paris, a estudante encara o desafio de criar os novos desenhos que serão expostos – a exposição será inédita. "Os desenhos têm de ser exclusivos e agora ela está dedicando toda a energia para criar as obras mais lindas que puder, pois sabe que esta oportunidade pode representar um marco importante na sua vida profissional e definir muitas coisas sobre a trajetória que ela deseja seguir", acrescenta.


Esta notícia foi publicada no site www.educacao.pr.gov.br em 23/01/2023. Todas as informações nela contidas são de responsabilidade dos autores.