Alunos da rede estadual recebem prêmios por projetos científicos apresentados na FIciencias
17/11/2022 - 08:39

Estudantes da rede estadual do Paraná foram premiados com medalhas e troféus por seus projetos científicos durante a Feira de Inovação das Ciências e Engenharias (FIciencias), que aconteceu em Foz do Iguaçu, no Oeste. Os ganhadores do terceiro e segundo lugar de cada categoria receberam uma medalha, enquanto os primeiros colocados receberam um troféu e uma medalha.

Ao todo, foram 48 projetos premiados — destes, 16 são de alunos da rede estadual do Paraná. Houve prêmios para diversas categorias, incluindo Engenharias, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas, Avanços Tecnológicos, Empreendedorismo, Criatividade e Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, entre outras.

Durante a feira, são disponibilizados estandes para os grupos de alunos e professores orientadores montarem uma exposição de seu material. Os jovens apresentam seus trabalhos durante o dia e são avaliados por suas apresentações.

Mariana Villela, estudante do Colégio Estadual Newton Guimarães, Londrina (Norte), participou pela primeira vez da feira neste ano. Para ela, o evento ajudou a abrir os olhos para as oportunidades que a ciência e o estudo proporcionam a todos os estudantes.

"Eu compartilhei experiências, conheci pessoas que passaram por desafios iguais aos meus e descobri como é satisfatório expor seu trabalho para diversas pessoas, professores, pais, estudantes e crianças", afirmou a aluna, que ficou em terceiro lugar na categoria Ciências Agrárias com um projeto de embalagens sustentáveis e biodegradáveis.

Além do reconhecimento pelos trabalhos desenvolvidos, o evento tem como objetivo inspirar e incentivar os estudantes a se dedicarem a projetos científicos na escola. A feira também possibilita a troca de experiências entre alunos e professores do ensino fundamental e médio das redes públicas e privadas do Paraná, Santa Catarina, Argentina e Paraguai.

"Participar de feiras científicas é de grande importância para os estudantes, pois é por meio delas que eles têm o seu primeiro contato com a busca pela divulgação dos conhecimentos científicos", ressaltou a professora e orientadora Ana Paula Gutmann — dos colégios estaduais Vicente Rijo e Newton Guimarães, em Londrina. A professora teve três projetos premiados nas categorias de Ciências da Saúde e Ciências Agrárias.

FICIENCIAS — A feira é anual e tem inscrições abertas no primeiro semestre do ano. Podem participar alunos das redes públicas ou privadas dos estados do Paraná e Santa Catarina (e também Argentina e do Paraguai) que estejam cursando o 8º ou 9º ano do ensino fundamental, o ensino médio ou técnico ou a EJA (Educação de Jovens e Adultos) em níveis equivalentes. As instituições selecionadas passam uma semana em Foz do Iguaçu, apresentando trabalhos e concorrendo aos prêmios.


Esta notícia foi publicada no site www.educacao.pr.gov.br em 16/11/2022. Todas as informações nela contidas são de responsabilidade dos autores.