Edição da Prova Paraná 2021 acontece nesta e na próxima semanas
14/09/2021 - 12:44

Pouco mais de um ano e meio depois, a Prova Paraná será retomada a partir desta quarta-feira (15) em toda a rede estadual de ensino. A edição da Prova Paraná 2021 será realizada em dois dias consecutivos: 15 (quarta) e 16 (quinta), cada dia para um caderno - 1 e 2 respectivamente. Na próxima semana, o cenário se repete nos dias 22 e 23 de setembro para atender ao sistema de rodízio dos estudantes (onde for necessário).

A pedido de secretarias municipais, a aplicação da Prova Paraná 2021 para os estudantes do 5º ano das escolas de redes municipais que optaram pela adesão ocorrerá no período de 4 a 8 de outubro.

No caderno 1 serão avaliadas as disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Matemática para todos os anos, com exceção do 5º ano, que não terá prova de Língua Inglesa. Do 6º ao 9º ano serão 60 questões, sendo 26 de Língua Portuguesa, 26 de Matemática e oito de Língua Inglesa. Para as séries do Ensino Médio, são acrescidas cinco questões de inglês, totalizando 65 questões no total.

Já o caderno 2 contemplará as disciplinas de Ciências da Natureza, História e Geografia, para os alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental; e para o Ensino Médio, as disciplinas de Ciências da Natureza e Ciências Humanas. São 39 questões para estudantes do Fundamental II, sendo 13 de cada disciplina (Ciências da Natureza, História e Geografia). Para os alunos do Médio serão 52 perguntas, divididas igualmente entre Ciências da Natureza e Ciências Humanas. 

A inclusão das disciplinas do caderno 2 é uma novidade desta edição da Prova Paraná, que vai abordar conteúdos do primeiro trimestre (praticamente todo remoto). Em ambos os dias a duração da prova será de 2h 30min.

A Prova Paraná visa a fornecer informações sobre o nível de apropriação dos conhecimentos dos estudantes em relação aos conteúdos e às habilidades considerados essenciais para a etapa de ensino avaliada, além de auxiliar professores, equipes gestoras e pedagógicas na organização de ações e estratégias que contribuam para o ensino e a aprendizagem dos estudantes.

“Não é uma avaliação de desempenho, é um uma avaliação diagnóstica. É para entender como está a minha turma, o meu estudante e quais serão os meus passos futuros. Um raio-x para a gente tomar as próximas medidas, entender quais conteúdos, a quais habilidades preciso voltar e aprofundar com meus estudantes e quais eles já superaram”, explica o diretor de Educação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR), Roni Miranda.

O diretor reforça a importância da participação de todos os estudantes para que a avaliação seja o mais fidedigna possível. “É importante que todos façam a prova presencialmente. Posso mandar a prova para casa, para o estudante que não está indo para a escola? Não é recomendado. Se o aluno não está indo, o pai não autoriza, chama ele pelo menos para esses dias, ele vem e faz a prova. Pode ser na biblioteca, em algum laboratório. Somente aqueles que não conseguem porque têm comorbidade, não têm como ir para a escola mesmo, somente esses devem levar o caderno para casa [após o dia 24/09]”, diz.

Correção - As correções podem ser enviadas para a Seed-PR até o dia 25/09. Professores e pedagogos podem enviar a correção através do aplicativo Corrige, desenvolvido pela Secretaria (disponível para o sistema Android).

“Não tenho aplicativo, não tenho celular, como é que eu faço? Tem outra opção, que é mandar por e-mail a prova. É preciso digitalizar as provas por scanner e o sistema vai processar o resultado das provas. Teremos também um portal para fazer o upload como terceira opção”, explica Gustavo Garbosa, diretor de Tecnologia e Inovação da Seed-PR.

Os resultados serão disponibilizados às escolas a partir do dia 20, e a prova comentada no dia 24/09.